Chegou o final do ano e com ele vários eventos! Tem o amigo oculto tradicional da turma, tem o encontrinho das amigas, o happy hour com o pessoal do trabalho após o expediente… Tem também a ceia com a família e o churrasco no fim de semana…
E com que roupa ir?

A Patogê fez uma seleção de vários looks confortáveis, para você se jogar e ao mesmo tempo não fazer feio na festa.

HAPPY HOUR da empresa

Geralmente é após o trabalho! Então não dá pra ir em casa e fazer uma super produção, né? Você pode colocar uma flare bem elegante, uma blusa mais arrumada (com detalhes em renda, por exemplo) e ir sem medo de errar! As vezes o menos é mais!

Olha só nossa sugestão (é só clicar na foto para comprar):

  

ENCONTRO DAS AMIGAS

Use um vestido que valorize seu corpo e tire muitas fotos! Tem que ir bem estilosa pra fazer muitas selfies, né? Mais o mais importante: use aquilo que te deixa feliz, sem se preocupar com julgamentos! O corpo é seu e você é linda de todo jeito! 😉

Olha só a nossa sugestão:

 

CHURRASCO COM A TURMA

Aí é pra se jogar, com conforto, sem medo de ser feliz! Um short jeans, sapato confortável e um sorriso no rosto resolve tudo!

Pode ser short jeans, short colorido, regatinha, mule estampada, blusa ciganinha… Aproveite pra celebrar mais um ano que passou ao lado de pessoas queridas! 😉

 

COM A FAMÍLIA

Família é família, né? Você pode passar com o look que quiser, que eles te entendem como ninguém! Vale vestido, vale calça jeans, vale apostar num macacão bem maravilhoso! Só não vale passar o natal em branco! Reuna com aqueles que você mais ama para agradecer e celebrar! 😉
Boas festas!

 

E aproveite para comprar seu presente de NATAL na Patogê!

Tem uma promo super legal rolando! É só usar o cupom NOELPTG para ganhar o frete grátis!

 

Comentários 94

Quem nos acompanha sabe o tanto que a Patogê bateu perna neste verão e carimbou o passaporte meeeesmo, né? Fomos para Paris,  Grécia, Croácia, Califórnia e, mais recentemente, Punta Cana! <3

Acontece que o tema da nossa coleção verão 2018 foi a água e não podíamos deixar de visitar esses destinos maravilhosos né?

Agora foi a vez da Fabíola Paiva e da Ludmilla Rangel, do site Fashionistando levar a Patogê para passear! Adoramos o resultado da trip e deixamos aqui no blog, o link das peças que elas usaram… para você se inspirar e levar a Patogê na mala também né?

Afinal, as férias vem aí…

Compre a blusinha estampada AQUI e o short laranja AQUI

O short branco tem AQUI e a blusa que a Lud está usando você encontra AQUI.

E o colete da Fabíola tem AQUI.

E é claro que não pode faltar na mala muito SHORT JEANS! Temos vários modelos lindos para você arrasar neste verão…

Então SE JOGA! E carimba seu passaporte também! 😉

 

Comentários 94

Já repararam que nossa loja online está com descontos incríveis?

No início do mês tivemos o Black SALE, essa semana começamos com nossa ação Esquenta… e na semana que vem, o nosso BLACK FRIDAY chega com tudo!

Fique de olho nos descontos e garanta o seu look dos sonhos, antes que acabe! Quer ver os produtos selecionados? Acesse: http://www.loja.patoge.com.br/esquenta

Haaa! E siga a gente no Instagram também, para babar nos looks que postamos diariamente! 😉

Comentários 94

Hoje o post é para falar sobre um assunto super sério! Vamos bater um papo sobre trabalho escravo?

Parece pesado o tema né? E é mesmo, gente!

Outro dia um seguidor da Patogê, nas redes sociais, falou que achava o jeans caro para uma empresa local…

E justamente por esse tipo de comentário, nos colocamos a pensar: quanto custa uma roupa extremamente barata, que não é produzida no Brasil?

Quanto custa?

Custa vidas! E custa caro…

É triste acreditar que em pleno século XXI ainda exista a escravidão, inclusive de crianças.

Bem baratinho e descartável

A escravidão moderna é assim: barata e descartável. Os escravos modernos não são considerados investimento com “valor de manutenção” como antigamente. Hoje se alguém que está na escravidão fica doente ou ferido, eles são simplesmente descartados. (Sem direito trabalhista).

De acordo com o CNN Freedom Project, a escravidão moderna é quando uma pessoa controla completamente uma outra pessoa, a explorando economicamente e sem deixar condições para que ela vá embora.

The Angels in Hell

O fotógrafo GMB Akash, fez uma série de fotografias denunciando o trabalho infantil em Bangladesh. As imagens são capazes de nos deixar sem palavras. O fotógrafo, que já levou mais de 68 prêmios internacionais por seu trabalho, foi premiado com esta série com o grande prêmio da densidade neutra Photography Awards 2014.

Mas na moda também tem isso? E o glamour?

Atualmente, a escravidão moderna está ligada principalmente às cadeias de fornecimento nebulosas de muitas indústrias, incluindo as de moda. Esta indústria que move bilhões de dólares, é facilmente alimentada pela falta de transparência no processo de produção não regulamentado e as práticas de trabalho ilegais (isso te lembra os escândalos recentes no fast fashion?).

A diferença entre trabalho mal remunerado e escravidão é uma linha tênue. Vale notar que muitas gigantes da moda não têm controle total sobre suas cadeias de fornecimento, pois grande parte do trabalho feito para fabricar uma coleção é repassado para terceirizadores (geralmente nos países asiáticos, onde a mão de obra é barata) e o controle (de todos os passos: da matéria-prima até a roupa final) passa a ser bastante inviável, favorecendo assim as atividades de exploração ilegais.

Filmes sobre o trabalho escravo e a indústria da moda

De acordo com o documentário True Cost, na década de 1960, 95% das roupas vendidas nos Estados Unidos eram fabricadas em território norte-americano, enquanto hoje esse percentual não passa de 3%. Enquanto a produção é deslocada para a China, Camboja ou Bangladesh, as empresas continuam com seus quartéis-generais nos países de origem, responsáveis pela idealização de novas coleções, análise do controle de qualidade e, claro, aumento dos lucros.

Os  comediantes do Porta dos Fundos também abordaram o tema e fizeram um vídeo tratando o lado nada bonito do mundo da moda. Olha só:

Tá convencido que custa caro?

É claro que existem muitos fatores que podem contribuir com o fim da escravidão moderna ou não, mas na esperança de mudarmos pelo menos um pouquinho este triste cenário, procure saber mais sobre as roupas que você compra e os produtos que você usa, pois indiretamente, são os consumidores que financiam essa indústria da escravidão.

Vamos valorizar mais o que é feito no Brasil, de forma honesta! Hoje a Patogê tem orgulho de produzir 100% em casa e poder dar emprego para tantas pessoas… Então nossa roupa não custa tão caro quanto aquelas que são produzidas lá fora, né? 

Fonte: Galileu e Impact

Comentários 94

Você sabe o que é o Novembro Azul?

É uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida aos homens, para lembrá-los da importância da prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

O movimento teve início na Austrália em 2003 com o nome de Movember. Já no  Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação.

Em vários países, o Movember é mais do que uma simples campanha de conscientização. Há reuniões entre os homens onde são debatidos, além do câncer de próstata, outras doenças como a depressão masculina, cultivo da saúde do homem, entre outros.

Comentários 94

Já repararam que nossa loja online está com descontos incríveis?

Acontece que já estamos aquecendo para o black Friday!

Tem descontos de até 70% na aba SALE da loja e a ação fica no ar até domingo (05/11). Então CORREEEEE!!

 

Comentários 94

A primavera chegou a, além das flores, ela trouxe também uma super promoção! R$100 de desconto nas compras na loja online Patogê!

Funciona assim: A cada R$500 em compras você ganha R$100 de desconto! Dá para escolher muita brusinha, não é?

Lembramos que o desconto vale até o dia 30/09 e não é válido para a aba Sale!

Ao finalizar suas compras, utilize o cupom PRIMAVERA e aproveite!

Acesse: www.loja.patoge.com.br

Comentários 94

Você conhece o Minas Pensa Moda? É um evento que busca gerar conteúdo relevante, além de capacitar e revitalizar os profissionais do mundo da moda. É promovido pela Associação Mineira das Empresas de Moda (AMÉM), e está marcado para o dia 26 deste mês.

Algumas marcas do nosso estado estão participando do Desafio Amém e a Patogê é uma delas! Estudantes de moda estão estudando e aprendendo com a nossa empresa. Walison Martins, Josiane Soares, Marina Fonseca, Carlos Henrique, Leonardo Tavares, Joyce Lopes e Leonardo Aragão visitaram a fábrica em Ibirité e conheceram os detalhes da trabalhosa fabricação do nosso jeans. O tema central do desafio é trabalhar a importância da originalidade, que reforçamos diariamente.

E na última semana recebemos parte do grupo de alunos no setor de comunicação. Conversamos com eles sobre o funcionamento das nossas campanhas, a atenção que damos aos nossos clientes e sobre as maneiras que temos de comunicar a nossa identidade através dos canais que escolhemos usar como, por exemplo, este blog 😉

Comunicação Patogê com os participantes do desafio

Ficamos felizes em ver o interesse dos estudantes na Patogê de forma aprofundada, na empolgação que eles têm com o mercado da moda e na ansiedade que sentem em fazer parte dele.

O trabalho da turma será apresentado no sábado e os ingressos para o Minas Pensa Moda são gratuitos. Você pode retirar o seu aqui: https://goo.gl/6mFCdL

Ah, e confira também a programação completa e até lá!

08h – Credenciamento
09h às 09h15 – Abertura com a Presidente da AMEM Ana Elisa Dzenk e composição da primeira rodada de palestras
09h20 às 10h – Lorena Lage (Empresária e Estilista da marca Lore): Quero ter minha marca, por onde começo?
10h10 às 11h – João Paulo Durão (Stylist) e Marcio Rodrigues (Fotografo): Moda além do croqui.
11h05 às 12h – Talk com os palestrantes mediado por Fernanda Thibau (Diretora do Grupo Alphorria e Vice Presidente AMEM)

12h às 13h30 – Intervalo para Almoço com Feirinha de Gastronomia e Moda no Rooftop da Estácio

13h30 às 13h40 – Abertura segunda rodada de palestras – André Soalheiro (Diretor do Grupo Babita e AMEM)
13h45 às 14h30 – Vander Martins (Diretor do Grupo Skazi): Case Skazi: Os passos que transformaram a marca.
14h35 às 15h35 – Amélia Malheiros (Presidente da SCMC e Diretora da Fundação Herman Hering): Case Cia Hering: Da indústria ao varejo. Tradição e inovação.
15h40 às 16h30 – Talk com os palestrantes mediado por André Soalheiro (Diretor do Grupo Babita e AMEM)
16h40 – Abertura e composição da Banca do Desafio AMEM – Larissa Fernandes (Diretora da AMEM, Empresária e Estilista da Lafê)
17h00 às 17h15 – Apresentação Grupo 1 Desafio Alphorria
17h20 às 17h35 – Apresentação Grupo 2 Desafio Babita
17h40 às 17h55 – Apresentação Grupo 3 Desafio Patogê
18h00 às 18h15 – Apresentação Grupo 4 Desafio Romaria
18h20 às 18h40 – Escolhas do Júri (Cada avaliador tem até 2min para justificar sua escolha)
18h45 às 19h – Premiação equipe vencedora – Larissa Fernandes (Diretora da AMEM, Empresária e Estilista da Lafê)
19h – Feirinha de Gastronomia e Moda no Rooftop da Estácio

Comentários 94

O amor está no ar e na vitrine também!

Os pontos de venda da Patogê já estão com o visual merchandising pronto para espalhar amor e corações por aí. Você já viu?

Para conferir o endereço da loja mais perto de você é só clicar aqui e preencher com a sua cidade e estado!

<3

Revendedor Patogê Revendedor Patogê 2

Comentários 94

É ela que vai dar um ar retrô às suas roupas durante as próximas estações. Você já reparou como as bolsinhas circulares têm aparecido nas semanas de moda, na produção dos stylists e dos fashionistas do mundo?

Os mais antenados já estão com uma bolsa redonda pendurada no ombro. Não tinha notado? Olha só:

Bolsa Redonda

 

E é claro que a gente vai contar pra vocês que tem bolsa redonda na coleção de inverno da Patogê, né? O produto é o resultado de uma colaboração feita com a marca O Jambu. Para acessar a loja online e comprar a sua, clique aqui.

Agora é só fazer sucesso por aí!

 

Comentários 94